13.1.09

Paixão pela Causa

Ativista é aquele que escolhe uma causa para si, que se apaixona por ela, como se apaixona por uma pessoa.O ativista age em apoio à essa causa, seja da forma que for, em vez de só se lamentar ou fazer crítica sem ação.
Para alguns, certas ações são vistas como ilegais, por exemplo invasão de centros de pesquisa para a retirada de animais que passarão por testes, mas o ativismo pode ser praticado várias maneiras, sejam elas juridico-legislativas, para que se possam mudar as leis, ou mesmo com panfletagem ou nas variadas formas de conscientização.
Para se tornar um ativista pela causa animal, deve-se em primeiro lugar aprender, informar-se nunca é demais! após é só converter o que aprendeu em divulgação, muitas pessoas não tem idéias do sofrimento pelo qual os animais passam, e consideram um ato 'normal', pois está enraizado nos habitos da nossa sociedade e por isso nunca pararam para se questionar, e é nessa que você pode dar um empurrãozinho!
O ativismo pode ser mais denso, como é o da org Vegan staff, que ano passado em uma palestra sobre bioética invadiu o palco com uma faixa com frases contra exploração animal em testes e saiu de lá aplaudido, porém sofreu repressão, tendo seus membros retirados do local, mas esta é só uma das inúmeras formas de se praticar o ativismo.
De acordo com Milton Santos, hoje temos formas inéditas de luta, e complemento que de fato, nunca na história, uma pessoa fez tanta diferença, pois de uma são várias que podem aderir à causa. A paixão pela causa traz alegria pois para si você sente que é importante e que pode mudar algo a seu redor. É preciso trazer de volta a consciência coletiva!

--

Um comentário:

rafael disse...

consciência coletiva está renascendo! pode apostar!