4.11.11

E esta será a última.

Há pouco tempo fiz um texto respondendo aos ataques que vegetarianos/veganos estavam sofrendo gratuitamente em redes sociais como o facebook  (leia aqui ). Não existiam questionamentos, por parte dos que atacaram, sobre as questões que envolvem a vida de quem optou por esse estilo para seguir. Havia apenas ofensas e piadas grosseiras e sem fundamento.

Após a publicação daquele texto, muitas pessoas o divulgaram, e por um tempo esses ataques cessaram, muitas pessoas se desculparam pela (desculpe o termo) merda que fizeram e disseram. Pouco tempo depois, cá estou eu tendo que escrever pela segunda vez sobre o mesmo assunto, no entanto dessa vez é pior. 
Recebi esse texto: Jantando no Orkut #20 - Comida Vegetariana. Eu ia deixar essa garota conviver com a minha indiferença, mas não, vou publicar aqui no cartuntivismo esse texto caprichado em que a mesma esculacha vegetarianos e veganos.


O único ponto que quero responder, é que hoje temos uma nova geração nascendo e crescendo. De crianças que nunca comeram carne, e que após terem sido esclarecidas, optaram por continuarem não comendo carne(e sim, elas são super saudáveis, sem deficiência de nenhum nutriente). Que, se os amigos vegs da senhorita em questão, se tornaram por causa de saúde apenas, é de se esperar que caiam. Aqueles que, como eu e muitas outras pessoas, se tornaram por razões éticas, nunca mais voltarão a comer, pois é tão errado, quanto consumir carne humana, tão obsceno, quanto explorar pessoas. E vegetarianos de verdade não utilizam couro, existem fibras sintéticas há muito tempo... De resto, é argumento falho que provavelmente ela mesma sabe estar errada.


Ainda não entendo as razões das pessoas se mobilizarem pra encrencar contra quem é pró-libertação animal, e não moverem a bunda do sofá, quando são roubadas descaradamente pelo Estado e pelas grandes empresas todos os dias. Abram seus olhos e entendam que há muito pelo que se lutar, e não é se voltando contra as minorias de luta que a SUA vida vai melhorar. Sinceramente, só solto um suspiro de lamentação... talvez as coisas estejam perdidas mesmo, mas ainda prefiro acreditar que não.

Quem tiver paciência (já que a minha esgotou), tente argumentar com a mesma que suas teorias além de vazias, são tristes. Pois é isso que considero que uma pessoa que perde seu tempo é... triste e com falta de louça em casa pra lavar. É um absurdo playboy criticar quem está na luta, chamando-os de 'filhinhos de papai'... Não digo, e nem nunca disse que quem é vegetariano/vegano tem melhor caráter que os que comem carne, mas garanto que respeitam mais a vida num contexto mais amplo, e respeitam mais as pessoas.

Enfim, o twitter da mesma é esse aqui:

http://twitter.com/#!/carolinamendes
O site em que seu texto foi publicado:
http://marketingnacozinha.com.br/2011/11/jantando-no-orkut-20/



Eu escolhi ser vegetariana por causa desses olhares. Se você não se sensibiliza, ok. Só não escolha ser um imbecil.




Obs.: Me desculpem o texto agressivo, mas chega um momento em que o sangue também ferve. Não voltarei a fazer posts sobre quem quer subtrair. Continuarei valorizando aqueles que somam!




.

2 comentários:

Lime disse...

As pessoas se acham foda por falar as coisas que pensam e ver que mais um monte de gente concorda. O problema é meter o pau em quem luta por uma boa causa. Isso é o que nao dá pra entender, qual é o problema?

Bárbara de Almeida disse...

Não tenho mais paciência para falar com pessoas que pensam dessa maneira (essa tal de Carolina Mendes do outro blog). Tomara que um dia elas compreendam, pois a maioria de nós demorou algum tempo (leia-se anos) para compreender o que tem por trás do veganismo.
Podemos nem ser 100% vegans por conta do convívio em sociedade e as impossibilidades - como os pneus, etc - mas estamos fazendo a nossa parte.

Parabéns pelo seu blog, adorei os posts. Não desista de postar, por mais trolls que encontre por ai.
Irei voltar mais vezes :)